Como nossa memória funciona?

Para tirar partido de nosso cérebro e de sua forma de arquivar a informação, antes precisamos entender como ele funciona.

Durante o dia estamos expostos a todo tipo de informação: músicas, sons, gostos, cheiros, dor, alegria, aulas, etc. Tudo o que percebemos através de um de nossos sentidos é registrado por nosso cérebro. Algumas informações, por envolverem emoções em maior ou menor grau, são rapidamente arquivadas. Por esse motivo você nunca vai esquecer aquele dia em que foi atacado por um dobberman porque essa experiência envolveu várias emoções e sensações: medo, dor, revolta, impotência, frustração…

As experiências que não envolvem emoções ou nas quais a emoção está envolvida em um grau muito baixo (uma aula de geografia, por exemplo) vão permanecer em seu cérebro até a hora de dormir. Enquanto você dorme seu cérebro, através de um mecanismo especial vai determinar se essas informações são importantes ou não.

Se essa informação for considerada importante será arquivada em algum setor de sua memória, se não for será simplesmente apagada. É por isso que você não reconhece o padeiro se o encontrar no banco, por exemplo. Seu cérebro não considera importante que você se lembre do rosto dele mesmo que o veja todos os dias.

Mas vejamos esse exemplo do padeiro: depois de muito esforço você conseguirá lembrar de seu rosto. Isto porque pelo fato de vê-lo muitas vezes, seu cérebro não deletou completamente o padeiro de sua memória, mas como a informação foi cadastrada como “não importante”, foi arquivada num setor de sua memória para onde vão informações que não são acessadas freqüentemente. Quantas vezes por semana você tenta lembrar do rosto do padeiro? Vimos então, que mesmo se uma informação não é importante pode ficar arquivada pela freqüência e repetição com que você se expõe a ela. Graças a isso conseguimos decorar a tabuada mesmo que não faça muito sentido para nós. A repetição acaba obrigando o cérebro a arquivar a informação.

Se a informação nova, mesmo que considerada importante, contiver algum “link”, será arquivada junto com a informação ligada a ela. Por exemplo: se você gostou muito de um filme que era ambientado no deserto e muitas das cenas eram passadas nesse ambiente, quando você aprender algo sobre deserto na aula de geografia, seu cérebro automaticamente associará as duas informações (o filme e as informações novas sobre desertos), e você não terá dificuldades nesse tópico porque certamente ele estará num dos compartimentos principais de sua memória. É por isso que sempre que nos dão informações novas sobre algo de que gostamos (emoção) nós aprendemos tudo com facilidade.

A memória de cada pessoa tem alguns aspectos que a diferencia das demais: alguns conseguem armazenar melhor as informações ouvidas, outros as vistas. De qualquer modo, se recebemos a informação de mais de uma forma, ela será armazenada com mais facilidade. É por isso que nos lembramos mais de uma música que vimos num clipe do que se a ouvirmos no rádio.

Portanto, o que faz com que nosso cérebro armazene uma informação:

  • ser considerada importante
  • conter links com informações já arquivadas
  • estar relacionada a alguma emoção
  • a repetição da exposição a ela

Todo esse processo acontece durante o tempo em que estamos dormindo. É dessa forma que o cérebro cataloga o que captamos durante o dia e elimina o que não vai permanecer, “limpando” nosso cérebro para receber mais informações no dia seguinte.

Analisando assim, fica fácil entender porque se você estudar a matéria cada dia um pouco e depois der mais uma lida antes da prova aprende muito mais do que se passar a véspera da prova acordado tentando decorar tudo o que vai cair.

Usando essas informações com certeza você vai se sair bem melhor na próxima prova ou concurso que for fazer.

Leia também:
Como guardar textos extensos na memória
Treine sua memória
Decorar não resolve
Auxilie sua memória
Como memorizar um idioma novo

(zailda coirano)

9 Comentários

  1. Rute

    vlw pela dica; mas em ano de vestibular fica complicado!

    Zailda responde:
    É, eu sei. Mas será sempre um prazer receber sua visita.

  2. Sonia de Freitas

    Bom dia!!

    Estou elaborando um trabalhao para apresentação nessa seg feira 15/09, por favor poderia me enviar mais informações sobre a memória??

    Muito Obrigada
    Sonia de Freitas

    Zailda responde:
    Você encontrará mais detalhes no site: Memória
    Boa sorte com seu trabalho de escola!
    Volte sempre.

  3. manu

    Eu tenho muita dificudade de aprender uma materia
    ou ate msm gravar alguma coisa o que fiz ontem porezempro.
    Teve um dia que ate meu nome eu esqueci . isso nao é normal .
    hahahahaa..
    Esqueco de muitas coiisas ..

    Zailda responde:
    Bem, se isso não for apenas uma brincadeira, acho que você tem mesmo um problema de memória e no caso não creio que apenas técnicas resolvam, você deve procurar um médico.
    Beijão e apareça sempre!

  4. tenhoo muita dificuldade gravar coisas tenho que gravar 40 questoes para sexta-feira e nao sei como irei conseguir…

    • Desculpe mas estive doente e hoje já está em cima da hora. Espero que encontre as dicas que procura nas postagens aqui do blog.
      Obrigada e apareça sempre.

  5. Jucimar

    Tenho muita dificuldade em lembrar das coisas, por exemplo nº de telefones, mas o que me preocupa é que em aula eu sei da matéria mas na hora das provas tenho a matéria na ponta da lingua mas não sai, não consigo lembrar e eu me esforço bastante nos estudos.

    Muito obrigado…

    • Antes de qualquer coisa acho que você deve consultar um médico porque não é normal não se lembrar de nada do que estudou. Descartando problemas físicos você pode então procurar um terapeuta que vai ajudá-lo porque às vezes não aprendemos por causa de ‘bloqueios’, que podem ser provocados por ansiedade, medo do fracasso, etc. Entendendo os motivos do seu problema de memória será mais fácil contornar.

  6. Rodrigo

    Eu tenho dificuldade de gravar as respostas ou até mesmo estudar pra prova eu tento mas naum consigo principalmente matemática tenho muita dificuldade de aprender oque eu posso fazer para conseguir gravar as coisas rapido princpalmente matemática?
    Se possivel enviar a resposta para o meu email eu agradeço
    rodrigorcdd@hotmail.com

    • Conforme você pediu, vou enviar resposta por email, ok?

%d blogueiros gostam disto: