Escolaridade dos prefeitos eleitos

A Organização Não-Governamental Transparência Municipal acaba de concluir um estudo onde aponta que dos 5.563 prefeitos eleitos em 2008 e que tomaram posse na última quinta-feira, exatos 514, ou 9,24%, não concluíram nem mesmo o Ensino Fundamental. É uma lástima! Ainda que a maioria dos prefeitos nesta situação tenha assumido o comando de prefeituras de municípios com até 5 mil habitantes, existem cidades de porte muito maior onde a falta de escolaridade possa ser impedimento para a realização de um governo plural, que atenda as necessidades de todas as classes sociais e que, principalmente, promova o desenvolvimento dos municípios. É evidente que escolaridade alta não seja pressuposto para governos de excelência, mesmo porque o próprio presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, não concluiu o Ensino Fundamental e, nem por isto, está fracassando na condição de uma Nação de dimensões continentais, mas é inegável que a capacitação profissional e intelectual são fundamentais para a realização de um trabalho de excelência, seja na vida pública ou privada.

A boa notícia é que enquanto 9,24% dos prefeitos empossados não concluíram nem o Ensino Fundamental, exatos 43,93% dos novos governantes tem curso superior e, mais importante, em todas as capitais brasileiras, os prefeitos empossados passaram pelo crivo das universidades. Apesar de o próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva desdenhar daqueles que entendem que todo administrador público deve ter formação superior, o Brasil estaria melhor, menos corrupto e mais evoluído se a sociedade escolhesse melhor aqueles que vão representá-la no poder.

(Continue lendo em Jornal O Progresso – Escolaridade dos prefeitos)

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: