Decorar não resolve

Quando ainda era estudante eu tinha alguns colegas que decoravam tudo antes da prova. Nos primeiros anos foi indo tudo mais ou menos, daquele jeito, sabe como é… Mas à medida em que íamos avançando, e principalmente no ensino médio, o rendimento deles foi caindo, caindo, como um balão que pegou fogo. Não havia aula de reforço ou particular que desse jeito.

E não é que a memória deles tivesse entrado em colapso, continuavam decorando como nos velhos tempos, talvez até com mais eficiência devido aos muitos estratagemas que aprenderam nesse tempo todo de decorebas e com a prática pelos anos afora. O problema é que para realmente aprender, a gente tem que primeiro entender.

Quando a gente decora, simplesmente aprende a recitar aquilo tudo de trás para diante, mas sem o menor envolvimento da razão, do raciocínio. Decoravam eles páginas inteiras dos livros, mas tudo o que não está sedimentado sobre conhecimento antigo e fortalecido pela prática, assim que dormimos uma boa noite de sono vai embora, como se fosse varrido de nossa memória por encanto. Quanto mais não fosse, para deixar lugar para as outras tantas páginas que iriam ainda decorar.

Quanto mais decoravam, mais esqueciam, e como o conhecimento novo precisa do antigo para ali deitar raízes, na falta daquele este também ia pelos ares.

Aprender é diferente de decorar, o que decoramos logo vai embora porque não é “conhecimento adquirido” com razão aliada à prática. Quando apenas usamos nossa memória, o conhecimento torna-se superficial, nunca se aprofunda e não é arquivado pelo nosso cérebro, que não vendo sentido naquele amontoado de “conhecimento” que não tem razão de ser, joga-o sem dó nem piedade na “lixeira” de onde será eliminado em seguida.

Se você decora antes da prova, saiba que o conhecimento que devemos adquirir na escola será usado por toda a vida: em provas, concursos, vestibulares, no nosso emprego, nas nossas escolhas políticas, na conferência do troco que recebemos, na tomada de preços no supermercado, na leitura da receita de cozinha. Se não temos esse conhecimento estaremos sempre um passo atrás, necessitando do auxílio de outros, ou então precisando estudar tudo outra vez, e mais outra… Aí, ninguém merece…

Zailda Coirano

Nesse artigo você aprendeu como funciona nossa memória e como adquirimos conhecimento.

Website   Loja Virtual   Web Rádio   Facebook   Twitter

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: